eventos sustentáveis

Eventos sustentáveis para o novo normal, sua empresa está preparada? 2020

Uma boa notícia permeia o mercado de eventos: responsabilidade social e sustentabilidade deixaram de ser moda marqueteira para ser “obrigação” que gera diferenciais competitivos para quem realiza, patrocina ou organiza feiras e eventos.

O uso inteligente de recursos vem ganhando cada vez mais força  em eventos sustentáveis. Embora a conscientização envolva ainda muitas mudanças de comportamento, aos poucos o mundo dos eventos corporativos está priorizando ações ecoeficientes e mentalidade sócio ambiental responsável.

São muitas as vertentes que transformam eventos comuns em eventos sustentáveis.  Nem todas de fácil execução, é verdade.  As ações podem envolver desde energia e climatização, mobilidade, acessibilidade, reciclagem, a comida servida no evento e muito mais.

“A sustentabilidade é de total importância não só para melhorar as práticas mas também para trazer mais qualidade nos serviços, produtos e o convívio social. ”alerta Carolina Nicolao, CEO do Realize Grupo. “É exatamente isso que buscamos com os nossos parceiros da Realize. E uma das ações que mais tem resultado nos eventos corporativos é a contratação de pessoas para separação, coleta e reciclagem dos entulhos.

Geralmente são  pessoas que já tem nisso um trabalho, ou uma renda e que fazem parte de Ongs, associações ou cooperativas da área. Dessa forma e por meio dos nossos parceiros, nós conseguimos dar uma contribuição ambiental importante e integra-las de uma maneira muito positiva e produtiva”.

Toda questão ambiental precisa ser monitorada e mensurada corretamente, com um relatório sobre toda ação que possa gerar algum impacto ambiental. A preocupação com a gestão dos resíduos gerados e a forma como serão destinados, bem como a neutralização de carbono seguem  normas específicas que  precisam ser muito bem analisadas. Somente com a transparência nos resultados é que as empresas demonstram seu compromisso com a sustentabilidade.

Antes, durante e depois 

Tradicionalmente, os eventos são grandes geradores de papeis e plásticos.  Ações simples para diminuir copos plásticos, papéis, sacolas e folders já são um ótimo começo. Trocar o tipo de gerador, escolher um local adequado, eliminar qualquer tipo de vazamento ou desperdício de água ou e criar uma logística para impedir o surgimento de grandes pilhas de lixo misturadas, já fazem a diferença.

“Mas isso não basta, diz Carolina Nicolao. “ Um evento verdadeiramente sustentável  tem que trazer esse conceito desde a sua concepção, ou seja, no seu planejamento e ter a sustentabilidade como uma de suas principais metas. “Começar a conceber e moldar o evento dentro desse princípio permite que todos os investimentos carreguem o conceito dele.”

Produção e organização de eventos sustentáveis

Comece analisando todo tipo de cenário. Quais são os problemas ambientais e sociais que o seu evento pode ocasionar?  Quais são as atividades que utilizam água, que possam poluir o ar ou o solo? Quais são os alimentos e bebidas que serão oferecidos e como serão servidos?  e o mais importante: o ciclo de vida dos produtos.

Não se pode deixar de lado a vizinhança para prevenir problemas e adequar as soluções.Dentro desse princípio, há outros cuidados a serem tomados e que são importantes.

Divulgação – Como será feita? Quais os recursos?

O volume de papel utilizado na produção de eventos geralmente é alto. Minimize a utilização desse recurso dando prioridade a convites e materiais de comunicação online. Se a impressão for fundamental, dê preferência ao papel reciclado e analise a quantidade necessária para evitar o desperdício.

Água – Os eventos sustentáveis devem fazer e incentivar o uso consciente da água. O ideal são torneiras automáticas nos banheiros e colocar vários avisos para que os participantes e fornecedores evitem o desperdício de água.

O consumo consciente deve ser feito em todas as atividades, inclusive na limpeza pós-evento. Também é importante escolher produtos de limpeza biodegradáveis para evitar a contaminação de rios. E busque alternativas para fugir dos tradicionais copos descartáveis ao servir água.

Serviços – Avaliação do melhor custo – benefício de todos os serviços contratados

Localização – lugar de fácil acesso e disponibilidade de transporte público

Climatização: Verifique se o espaço oferece ambientes climatizados ou preocupa-se com a sustentabilidade.

Energia: dê prioridade ao uso de lâmpadas econômicas, como as de LED que chegam a economizar até 90% de energia.

Acessibilidade: facilite o acesso de deficientes físicos com rampas e alternativas;

Inclusão social: é sempre muito bem vinda. Criatividade é a palavra de ordem.

Distribuição de brindes: Prefira sempre os brindes feitos de material reciclado ou que possam ser reutilizados posteriormente

Alimentação: Ofereça alimentação diversificada, saudável, com opções vegetarianas e veganas.

Reciclagem e gestão de resíduos

Pode até parecer óbvio, mas controlar e separar corretamente os resíduos é uma das principais maneiras de potencializar ações de sustentabilidade. Embora a maioria das pessoas acredite que já sabe o que fazer, a confusão ainda é grande para entender o que é ou não reciclável.

A Política Nacional de Resíduos Sólidos Lei nº 12.305 de 2010 estabelece:

Recicláveis: Papel, papelão, garrafa pet, sacos, plásticos, copos plásticos, latas de alumínio, de aço, isopor, etc.

Rejeitos: Embalagens sujas, restos de carne, canudos, bisnagas de tempero, papel higiênico, embalagem metalizada e fraldas.

Orgânicos: Pó de café, restos de alimentos, guardanapos, palitos de madeira, vegetais (folhas, restos de chás, cascas de alimentos etc).

Coleta certa   

Para garantir que fornecedores, clientes e colaboradores reconheçam os esforços na organização de eventos sustentáveis, o mais importante é disponibilizar coletores suficientes e muito bem sinalizados.

Uma boa alternativa é criar Ilhas de Separação para que as pessoas tenham a oportunidade de escolher em qual lixeira vai o que tem em mãos. A distância não deve ser maior que 20 metros entre uma ilha e outra, disponibilizadas em locais de fácil acesso, visualização. O recomendável é uma ilha para cada 200 pessoas. Faça um mapa de localização das lixeiras.

Para ter eficiência, a questão ambiental também precisa ser monitorada e mensurada corretamente, com um relatório sobre toda ação que possa gerar algum impacto ambiental.

A preocupação com a gestão dos resíduos gerados e a forma como serão destinados, bem como a neutralização de carbono seguem normas específicas que precisam ser muito bem analisadas. Somente com a transparência nos resultados é que as empresas conseguem demonstrar seu compromisso com a sustentabilidade.

Reaproveitamento de materiais

A reutilização da matéria-prima também é um ponto que merece uma atenção especial, já que contribui com a economia e ainda ajuda o meio ambiente.

Reaproveitar tudo que for possível, incentivando a reciclagem. Essa é a regra. Busque parcerias com cooperativas que atuem nesse tipo de atividade e terá mais sucesso ainda.

Para finalizar, não esqueça das certificações. Vale a pena implantar medidas que contribuam para a obtenção de selos de qualidade como, por exemplo, a SA 8000, que ajuda as empresas a adotar uma consciência social sobre as suas ações, a  ISO 9001 demonstra que a empresa investe na constante melhoria da gestão da qualidade entre várias outras.

Quer saber mais sobre os conceitos para planejar seu eventos, fale com nossa equipe e surpreenda seus visitantes com o posicionamento sustentável de sua marca.

Post anterior
Passo a passo para uma equipe de sucesso
Próximo post
Por que sua empresa precisa de Compliance?

Recentes

Menu