Motivação das equipes terceirizadas traz ganhos diretos em produtividade

A terceirização vem sendo adotada há anos pelas empresas devido a sua relação direta com a produtividade, qualidade e redução de custos. Uma nova maneira de pensar a gestão das empresas e manter o foco no negócio. A lei Nº 13.429 sancionada em 2017, que libera a terceirização, dispõe sobre o trabalho temporário e permite que empresas contratem funcionários terceirizados até para atividades-fim, deu ainda mais força ao segmento.

Mas apesar de todo o suporte dado pela legislação e da polêmica envolvida,  o grande desafio hoje está em manter as equipes terceirizadas motivadas, qualquer que seja a atividade exercida. E toda empresa que almeja bons resultados precisa ter um posicionamento bem definido sobre essa questão.

Embora não participem diretamente do quadro de funcionários, os colaboradores terceirizados são fortemente influenciados pelo clima organizacional e inseri-los no ambiente corporativo é essencial. Funcionários motivados se sentem parte da empresa e apresentam melhor desempenho para alcançar os objetivos da organização. Além disso, eles também são clientes internos e precisam ser vistos e tratados como tal.

Mas como zelar pela motivação de equipe terceirizada se o vínculo não é o mesmo de um profissional contratado diretamente?

Treinamento como prioridade

Equipe terceirizada precisa de treinamento e capacitação tanto quanto a equipe efetiva. E se motivação faz parte dos os objetivos, os treinamentos precisam  integrar a cultura empresarial  como um investimento realmente importante.

Tudo começa com um bom processo de integração. Nada é mais eficiente para acolher quem chega do que uma integração bem planejada, ministrada por profissionais entusiasmados, carismáticos e seguros. Nesse caso, vale a máxima: a primeira impressão é a que fica. E fica mesmo!

O treinamento de integração tem como missão principal apresentar a visão do mercado, cultura, histórico da empresa, missão, visão, valores, produtos, serviços.

Com esse aprendizado, os novos colaboradores – terceirizados ou não –  ficarão mais inteirados a respeito do setor e dos desafios propostos pela empresa, além de se sentirem estimulados a melhorar o desempenho.

Abrir espaço para dúvidas e para o diálogo é outra arma poderosa, assim como criar, após o treinamento de integração, um canal aberto para promover a comunicação entre os membros das equipes. Dessa forma, todos  se sentirão mais apoiadas no inicio do processo e das atividades.

Contratados diretos e indiretos

Outra ação positiva são os treinamentos que incluam contratados diretos e indiretos. São ocasiões em que todos podem conhecer seus colegas de empresa e entender que fazem parte de uma grande e única equipe, ainda que com maneiras diferentes de atuar e com um tipo de contrato de trabalho específico.

Mas atenção: é bom não confundir treinamentos de integração com  capacitação. Uma disposição legal determina que em se tratando de eventos de capacitação,  colaboradores terceirizados devem ter turmas específicas. Para evitar problemas, o ideal é desenvolver essas atividades em separado e em parceria com a prestadora de serviços na área de treinamento.

Comunicação

Não há como negar: a boa comunicação é altamente motivadora. Sempre. E mais do que isso: pode ser um excelente diferencial competitivo, uma vez que o envolvimento e a produtividade de funcionários e terceiros estão diretamente ligados à liderança e ao seu posicionamento com relação à comunicação interna.

Sendo assim, quando o que se busca é incentivar as equipes terceirizadas a “vestir a camisa” da empresa, compartilhar sistematicamente informações e fazer o acompanhamento de resultados de forma clara e aberta é uma das melhores estratégias. Isso contribui para a boa entrega de resultados, além de proporcionar a todos um ambiente de trabalho tranquilo.

Reconhecimento

A motivação de qualquer profissional está diretamente ligada ao reconhecimento do  seu trabalho.  Além de uma remuneração justa, o trabalho da equipe terceirizada precisa ser valorizado sistematicamente, mesmo que de forma verbal. Um simples agradecimento pela dedicação e contribuição para os resultados do negócio, reforçando a importância do contrato com a empresa prestadora de serviço, pode realmente promover maravilhas.

Recursos  simples como cartas “oficiais”,  e-mails, mensagens nos grupos, menção de incentivo frente aos funcionários contratados com certeza trarão resultados  expressivos.

Subordinação

Muito importante lembrar os cuidados com a subordinação das equipes terceirizadas. De acordo com a lei, apesar de poder supervisionar e monitorar os seus resultados, as equipes terceirizadas não respondem diretamente à empresa. Portanto, a relação deve ser vista e tratada sempre como uma parceria e isso deve ficar claro desde o início.

Mas  os  acordos  precisam prevalecer. Supervisionar as atividades para que o que foi acordado seja cumprido é uma prática que deve ser mantida com clareza e objetividade.

Post anterior
A importância do trade marketing nas ações para Black Friday
Próximo post
Trabalho temporário ou terceirização. Qual a melhor opção?

Recentes

Menu